Análises Especiais Jogos PC Playstation

Review | Trine 3: The Artifacts of Power

Trine 3: The Artifacts of Power (Os Artefatos do Poder) é o jogo mais recente da famosa franquia do estúdio Frozenbyte. O jogo foi lançado em 20 de Agosto de 2015 e não teve um feedback positivo na sua semana de lançamento.

Os fãs ferrenhos da franquia criticaram a mudança do estilo do jogo, que passou de 2D para 3D, e a curta duração da campanha, que além de durar apenas 4-6 horas, entrega um enredo incompleto. Além desses fatores, o jogo contava com glitches/bugs na jogabilidade, irritando os jogadores.

2 anos após o lançamento, resolvemos testar o jogo e escrever uma review do mesmo. Como de costume, iremos resumir o review nos pontos positivos e negativos do jogo.


Pontos Positivos

1. Visual acima da média: Trine 3: Os Artefatos do Poder conta com um visual acima da média, sendo superior até mesmo do que muitos jogos AAA (com grandes orçamentos). Com uma diversidade de cores bem vibrantes, muitas vezes temos a sensação de estar jogando uma obra da Disney, afinal, a narrativa do jogo segue muito o estilo de fábula.

2. Dublagem extremamente competente: Uma das maiores surpresas que eu tive ao jogar Trine 3 foi em relação a dublagem do jogo. Com uma qualidade impecável, a dublagem reforça o estilo narrativo de fábula do jogo. Mais uma vez trago as produções da Disney como referência. O trabalho de dublagem tem uma qualidade primorosa e proporciona um entendimento excelente da história do jogo.

3. Puzzles bem pensados: Um elemento interessante de Trine 3 são os três personagens jogáveis presentes no game. Cada um possui características próprias e são requisitados em determinados momentos da fase. Pontius, o guerreiro destemido, é responsável pela força bruta do time. Zaya, a ladra, é requisitada para acessar locais de difícil acesso com a sua corda. Amadeus, o feiticeiro, é capaz de invocar caixas e fazer com que plataformas flutuem facilitando o acesso às áreas. Essa distinção entre os três personagens torna a jogabilidade mais dinâmica e divertida.

4. Modo Co-op: O modo cooperativo é um recurso cada vez menos presente nos jogos. Para a alegria de todos, ele está presente em Trine 3 e funciona muito bem. É possível jogar em uma sessão de 3 pessoas. Para quem tem filho, Trine 3: Artifacts of Power é uma pedida excelente.


Pontos Negativos:

1. Enredo incompleto: É possível completar Trine 3 em apenas 2-3 horas, algo que irritou bastante os fãs. Apesar da duração curta, esse não é o problema mais agravante do jogo. O que mais irrita é a história incompleta. O jogo simplesmente acaba no clímax e deixa aquele gostinho de quero mais misturado com raiva e frustração. O estúdio explicou que eles não alongaram o jogo por ser financeiramente impossível. Adicionar mais conteúdo representaria um aumento de U$15 milhões nos custos de produção.

2. Bugs/Glitchs irritantes: Trine 3 conta com alguns bugs mesmo após 2 anos de lançamento. Apesar de causar um pouco de irritação, os glitches não impedem o progresso do jogador.


Conclusão:

Apesar de ter dois defeitos que tiram um pouco do brilho do jogo, Trine 3 continua sendo um jogo memorável que deve agradar a maioria dos jogadores. Aliando a qualidade do jogo ao seu preço extremamente convidativo (R$13,50 na Playstation Store e R$10,24 na Steam), Trine 3 se torna irresistível. Ainda mais se você tem um filho em casa!

  • Compartilhe: