Análises Destaque Playstation Reviews e análises Sony

Crash Bandicoot N. Sane Trilogy é pros “Brabos”

O remaster do marsupial mais insano da história está dando o que falar. Não dá para dizer ao certo quem influenciou mais as vendas, a qualidade ou a nostalgia? Há quem diga que as duas coisas. Fato é que quem já conhecia está revivendo as emoções de jogar. E quem não conhecia está se surpreendendo tanto com a qualidade visual quanto ao aspecto desafiador do game.

Para quem não sabe, Crash foi originalmente criado pelos fundadores da Nauthy Dog, Andy Gavin e Jason Rubin em 1996. Nos jogos da série, nosso querido marsupial se aventura em várias fases em diversos ambientes. O bacana do jogo são os recordes que precisam ser superados. Seja coletando todos os itens e os desejosos diamantes, seja completando a fase o mais perfeito e rapidamente possível. Mas não se iluda! À primeira vista, o jogo pode parecer “brincadeira de criança”. É jogando que se percebe que não é tão fácil assim. Na verdade, não é nada fácil mesmo.

Ao longo dos anos, o desenvolvimento do jogo passou pelas mãos da Actvision. Entretanto, ela não conseguiu dar sequência à essência do game e depois de alguns lançamentos não tão bem-sucedidos, a Vicarious Vision ficou encarregada da missão de fazer a franquia se reerguer.

Diga-se de passagem, foi melhor assim. Está certo que é um remaster, mas jogando Crash Bandicoot N Sane Trilogy, é possível notar a fidelidade ao projeto original, o capricho com a obra e o sentimento de jogador impresso em cada detalhe.

 

Muitos concordarão que já não se fazem jogos com tantas qualidades. Um visual lindo, cores vivas, jogo divertido, bem executado, com aspectos técnicos desafiadores, um ranking para mostrar pra todo mundo que: Sim! Você conseguiu! Sem falar, que em comparação a outros jogos recém-lançados, Crash também agrada ao bolso dos consumidores.

 

  • Compartilhe: